Radiestesia (Básico)

Radiestesia (Básico)

Baseado em 0 avaliações
  • 15 Alunos matriculados
  • 3 Horas de duração
  • 4 Aulas
  • 1 Módulos
  • de suporte
  • Certificado de conclusão
Parcele em 10x R$ 15,00 (ou R$ 150,00 à vista)
Comprar Agora Dê um passo adiante em sua carreira!

Edgar Martins

Não somos uma máquina viva compostos de órgãos, somos muito mais que isto. Somos um complexo energético composto de pensamentos, sentimentos, espiritualidade onde cada uma destas dimensões em desequilíbrio, pode desencadear bloqueios energéticos no físico. Temos um campo energético, pois somos energia condensada em físico, portanto nosso campo vibracional em desequilíbrio afeta todo um processo energético no SER. Afinal, não somos o que pensamos e sim o que sentimos.

A palavra Radiestesia (do Latim radius = radiação e do grego Aisthesis = sensibilidade) é recente. Ela foi usada pela primeira vez em 1929, por Abade Bouly, mas sua prática é tão antiga como o homem – remota a madrugada do tempo.

As referencias históricas antigas: a sensibilidade radiestésica sempre foi desenvolvida naturalmente por determinadas pessoas. No entanto, esta capacidade é própria do ser humano, e pode ser desenvolvida por todos que sintam a inclinação e a motivação, através do método e das técnicas diversas.

E isto pode ser possível, aprendendo-se a utilizar a mente.
“ Radiestesia é uma arte essencialmente humana, psicofísica, condicionada principalmente...pelo pensamento do operador.” Emile Christohe 

“ A Radiestesia é uma arte de por em jogo, direta ou voluntariamente, a atividade inconsciente para a busca de objetos que não podem se achar por outros meios.” Luzi
“ A Radiestesia é a arte de utilizar o pêndulo ou a varinha, fazendo intervir a atitude inconsciente, como ajuda para descobrir tudo que está oculto ás faculdades normais do indivíduo, mas cuja existência seja real.” Moine
O que é Radiestesia?
Podemos dizer que Radiestesia é a sensibilidade a qualquer tipo de radiação, freqüência e energia.


A Radiestesia parte do pressuposto que tudo no universo emite uma energia, idéia esta que embora pudesse parecer tolice há alguns anos atrás encontra cada vez mais a aceitação de físicos e químicos.


Este campo energético emitido por tudo o que existe, possui graus diferentes e freqüências diferentes. A energia emitida pela água por exemplo é diferente da energia emitida pelo chumbo, e ainda seguindo este raciocínio podemos dizer que um órgão saudável possui uma emissão energética diferente do mesmo órgão enfermo.


A Radiestesia é a ciência que permite o contato com tais energias, através do desenvolvimento da sensibilidade do Radiestesista. Ao contrário do que muitos imaginam a Radiestesia é algo muito antigo, sendo encontradas práticas radiestésicas entre diversos povos antigos como os chineses e egípcios. 


 

CONTEÚDO 


 

O que é Radiestesia

Sua história

Instrumentos de Radiestesia

Pêndulo

Como segurar, programar e usar um pêndulo

Descobrindo problemas de saúde

Exercícios básico 1

Exercícios básico 2

Exercícios Básicos com testemunho

Anel Atlantes

E etc

 

Sem tempo para fazer o curso agora? Não tem problema.
Você poderá participar desse curso até após a matrícula.

PRÉ- REQUISITO: Não há

Edgar Martins
""


Legalidade dos Cursos

Legalidade dos Cursos de Formação Livre Profissionalizante

Sobre os cursos denominados e classificados como CURSOS LIVRES:São os cursos que não estão sujeitos à tutela do MEC“sem que isto venha a constituir demérito“. Como exemplos podemos citar a maioria dos cursos de computação, cursos de língua estrangeira e os cursos livres na área de Terapias Holísticas, Terapias Naturais, Terapias Complementares, como nos casos da Iridologia, dos Florais, Auriculoterapia e de tantas outras técnicas naturais. Os cursos livres desenvolvidos e viabilizados pela Escola Flor da Vida estão em conformidade com a legislação educacional brasileira conforme DECRETO nº 5.154 de 23 de julho de 2004, sendo cursos voltados para capacitação, aperfeiçoamento, especialização e atualização, objetivando o desenvolvimento de aptidões para a vida produtiva e social. Além das modalidades de ensino Fundamental, Médio, Técnico e Superior, a legislação brasileira regulamentou a categoria Curso Livre, que atende público a partir do nível fundamental, com objetivo de oferecer profissionalização rápida para diversas áreas de atuação no mercado de trabalho (ex: informática, atendimento, secretariado, webdesign, acupuntura, estética, etc.) As escolas que oferecem este tipo de curso têm direito de emitir certificado ao aluno em conformidade com a lei nº 9394/96; Decreto nº 5.154/04; Deliberação CEE 14/97 (Indicação CEE 14/97). Não há um limite determinado para a carga horária, podendo variar entre algumas horas ou vários meses de duração.Assim, para um curso de natureza Livre significa que não existe a obrigatoriedade de: carga horária, disciplinas, tempo de duração e, diploma anterior. Lembrando que um curso livre não tem vínculo nem reconhecimento pelo MEC/CAPES. Esses cursos têm validade legal para diversos fins, porém não podem ser convalidados, validados ou chancelados por escolas reconhecidas pelo MEC/CAPES. Desta forma, um curso livre não pode emitir Diplomas, mesmo que tais serão especificados LIVRES. Apesar disso, os cursos livres, pela a lei de Diretrizes e Bases na Educação Nacional nº 9.394 decreto 2.208/97; Deliberação CRR 14/97 (indicação CEE 14/97) passou a integrar a Educação Profissional, se comprometendo a emitir um Certificado para aqueles que concluírem o curso com aproveitamento segundo os critérios acordados em cada curso. Cursos Livres: Após a Lei nº 9.394 – Diretrizes e Bases da Educação Nacional passou a integrar a Educação Profissional, como Educação Profissional de Nível Básico, é a modalidade de educação não-formal de duração variável, destinada a proporcionar ao trabalhador conhecimentos que lhe permitam reprofissionalizar-se, qualificar-se e atualizar-se para o trabalho.Lei nº 9.394/96; Decreto nº 5.154/04;Deliberação CEE 14/97 (Indicação CEE 14/97) Quanto à capacitação ou aperfeiçoamento em um CURSO LIVRE DO TERAPIAS NATURAIS, HOLÍSTICAS OU COMPLEMENTARES(terapia tradicinal chinesa, terapia ayurveda, naturopatia, naturoterapia, psicoterapia holística, aconselhamento e orientação espiritualista, etc), ou qualquer das técnicas correspondentes ou agregadas aos mesmos é totalmente lícita, ou seja, inexiste Lei que a preveja, limite ou impeça o seu LIVRE exercício. Entretanto, ela não é REGULAMENTADA, ou seja, não existe Lei ou Decreto Federal específicos sobre o tema. Contudo, o inciso XIII do art. 5º da Constituição Federal assegura o livre exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer. “E não há lei regulamentando atividade relativa à acupuntura.” (STJ – ROMS nº 11.272, 2a T., rel. Min. Castro Filho, DJU I 04.06.2001). Com relação à prática leiga, não-médica, da Acupuntura e às solicitações de concessão de registros e licenciamentos de consultórios de leigos pelas Secretarias de Estado de Saúde para este fim, o Superior Tribunal de Justiça já firmou jurisprudência, ao afirmar que, se existir alguma norma interna ou portaria tanto da SES quando da Vigilância Sanitária Estadual impedindo o registro do certificado de qualificação profissional, elas não têm base, pois a prerrogativa de legislar a respeito da exclusividade do exercício de qualquer profissão é da União. Na Constituição Brasileira consta:

Art. 5º – Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e a propriedade, nos termos seguintes:

(…)

XIII – é livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer (…)

Art. 22 – Compete privativamente à União legislar sobre (…);

XVI – organização do sistema nacional de emprego e condições para o exercício de profissões; E, existe no Superior Tribunal de Justiça (STJ) a decisão proferida em 24/04/02 pelo Senhor Ministro Nilson Neves, com base nos artigos 5º e 22 da nossa Constituição (acima), dizendo: “… E concluindo que, na ausência de direito liquido e certo, a acupuntura não é de uso exclusivo de nenhuma categoria profissional. (…).


Conteúdo Programático

  • 1. Instruções Iniciais - Obrigatório Assistir
  • 2. COMO BAIXAR CONTEÚDOS
  • 3. Aulas e Apostilas
  • 4. Email Exclusivo Para Dúvidas e Iniciações
Voltar ao topo